Aprender na Universidade Aberta


A Universidade Aberta - modelo do ensino à distância em Portugal

Fundada em 1988, a Universidade Aberta, está vocacionada para a educação de grandes massas populacionais, geograficamente dispersas. Ao longo dos anos, a UAb tem desenvolvido actividades de investigação científica, através da utilização das tecnologias de informação e comunicação, concebendo e produzindo materiais pedagógicos nas áreas da tecnologia do ensino e formação a distância e da comunicação educacional multimédia.Enquanto instituição pioneira do Ensino Superior a Distância em Portugal e tendo em conta a sua responsabilidade como principal centro nacional de competência na área, desenvolveu um inestimável know-how que lhe permitiu constituir a maior bolsa de oferta de cursos on-line do país.
http://www.univ-ab.pt/

video
video
Comunidade e Colaboração On-line

A distância física e temporal dos estudantes em ensino à distância enfraquece o desenvolvimento do sentido de comunidade e provoca sentimentos de solidão, afastamento e ausência de "feedback" com os colegas e com professores. Porém, as comunidades colaborativas online, apoiadas nas novas tecnologias podem favorecer grandemente a interacção entre os aprendentes e destes com os professores que, passam a ser essencialmente orientadores e mediadores do processo ensino-aprendizagem. Harasim (2000) escreve: “o princípio da aprendizagem colaborativa pode ser o conceito mais importante para a aprendizagem online relacionada com a Internet, uma vez que este princípio se relaciona com o forte poder sócio-afectivo e cognitivo da aprendizagem na Web. A natureza assíncrona da Web tanto permite como requer a aprendizagem colaborativa: a colaboração providencia a união social de uma comunidade que atrai os alunos e os motiva a participar”. O sentido de comunidade depende em grande parte da colaboração mas, também, do sentimento de satisfação e da presença social que os aprendentes experimentam e constroem, daí o professor ter como missão assimilar todas as disponibilidades que a rede e as novas ferramentas electrónicas oferecem. Apesar das divergências verificadas nos estudos realizados parece haver consenso no que respeita à constatação de que “as aulas online sem colaboração ou comunidade são modelos de transmissão não desejáveis, que se focalizam mais na distribuição da informação do que na construção do conhecimento”.Este conhecimento é construído por parte dos estudantes, de modo autónomo e independente, em constante interacção com os colegas e professores, pela partilha e busca de informação, apoiado num tempo e num estilo de aprendizagem próprios. Porém, o diálogo dessa interacção deve consistir num debate em torno "do conteúdo do curso", de forma a, resultar em interdependência e na construção de um conhecimento comum.
Recorrendo mais uma vez a Harasim, podemos afirmar que "a construção de conhecimento é o processo de resolução progressiva de problemas que encoraja os estudantes a serem inovadores, a criarem propriedade intelectual e a desenvolverem e adquirirem perícia".
Ao professor caberá a e-moderação, considerada factor crítico no sucesso das comunidades online.
Distância Transaccional

Introduzida por Moore, a teoria da distância transaccional, é por ele descrita da seguinte forma: "A teoria da distância transaccional serviu como ferramenta que pode ser usada para descrever cursos de educação à distância e programas para localizar alguém em relação a outro, no universo desses eventos. Ao mesmo tempo fornece um enquadramento em que investigadores podem localizar numerosas variáveis de estrutura, diálogo e autonomia dos alunos, e depois colocar questões sobre as relações entre essas variáveis". Isto significa, que para além da distância física devem ser consideradas, no ensino à distância as variáveis psicológicas e pedagógicas.
Com a separação surge um espaço psicológico e comunicacional a ser transposto. Este espaço é a distância transaccional. Ou seja, a educação à distância não é apenas uma simples separação geográfica entre alunos e professores mas sim e mais importante, um conceito pedagógico. É um conceito que descreve o universo de relações professor - aluno que se dão quando estão separados no espaço e/ou no tempo.
Este universo de relações pode ser ordenado segundo uma tipologia construída em torno das componentes mais importantes deste campo: a estrutura dos programas educacionais, a interacção entre alunos e professores, e a natureza e o grau de autonomia do aluno.